O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, afirmou na quarta-feira que a eleição de Telmo Correia como novo líder da bancada parlamentar centrista vai ajudar a “recuperar o estatuto e o peso político” do partido.

“Quero cumprimentar (…) o nosso novo líder parlamentar, Telmo Correia, e saudá-lo a umas funções que bem conhece e que, certamente, neste momento decisivo da vida do CDS-PP muito nos ajudarão a recuperar o estatuto e o peso político que sempre definiram o nosso partido”, disse Francisco Rodrigues dos Santos, reagindo, assim, pela primeira vez à eleição do novo presidente da bancada centrista.

O deputado Telmo Correia foi eleito, na terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas.

O anúncio foi feito no parlamento pelo próprio, numa declaração aos jornalistas na Assembleia da República, em Lisboa.

Telmo Correia regressa à liderança da bancada parlamentar, lugar que já ocupou por duas vezes, depois de a deputada Cecília Meireles ter manifestado vontade de deixar o cargo que ocupava desde o ano passado.

Esta é uma escolha normal e natural da parte do grupo parlamentar. É uma escolha que vem, e é preciso deixar isso claro, de uma opção da líder parlamentar que cessou funções hoje [quarta-feira], da deputada Cecília Meireles, por vontade própria dela, não porque não tivesse a confiança quer dos deputados, quer tanto quanto sei, e foi público, da própria direção do partido”, declarou Telmo Correia na terça-feira.

Como “Cecília Meireles entendeu que não deveria continuar”, o parlamentar decidiu ser candidato “procurando fazer o melhor pelo CDS”.

Sobre a relação com a direção do partido – uma vez que Telmo Correia não apoiou o novo presidente do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, no último congresso, no final de janeiro – o novo líder da bancada recusou antecipar quezílias.

“Nós ainda não descolámos e já estamos a antecipar turbulência, não me parece que seja uma boa ideia para o percurso que queremos fazer. Cá estaremos, vamos dialogar, somos pessoas adultas, com capacidade para definir uma estratégia e de a pôr em execução, essa é a minha expectativa”, vincou.