A China Three Gorges, maior acionista da EDP, anunciou que colocou à venda até 1,8% do capital da elétrica portuguesa. A colocação junto de investidores institucionais qualificados será feita através de processo de venda acelerada, numa operação coordenada pelo BNP Paribas e a Merrill Lynch. Em causa está a alienação de 65,8 milhões de ações que ao valor de mercado desta quarta-feira poderá representar uma transação da ordem dos 300 milhões de euros.

Este anúncio num momento em que as ações da EDP estavam a negociar no valor mais alto em vários anos, apesar das quedas sentidas nos últimos dias pelo efeito do Coronavírus.

De acordo com o site da EDP, a China Three Gorges, empresa detida pelo Estado chinês, tem 23,27% do capital da elétrica. Com esta alienação a participação cai para 21,9% do capital. Esta alienação surge depois de outra empresa estatal chinesa, a CNIC, ter também vendido as suas ações na empresa depois do fracasso da oferta pública de aquisição (OPA) lançada em 2019 pela China Three Gorges. A China chegou a ter mais de 28% do capital da EDP