O Conselho de Ministros que se realiza esta quinta-feira em Bragança vai discutir e aprovar os diplomas das medidas para a valorização do Interior, indicou na quarta-feira o primeiro-ministro, António Costa.

Este será o primeiro Conselho de Ministros descentralizado desta legislatura com vários ministros e o próprio chefe do Governo durante dois dias em visitas por todo o distrito de Bragança.

Segundo António Costa, esta quinta-feira será aprovado “um conjunto de diplomas que estruturam várias medidas fundamentais”, nomeadamente um “forte incentivo às empresas que criem postos de trabalho e contratem no Interior e apoio a quem se dispõe a ir viver para o Interior, do setor privado e público, com apoio específicos ao emprego qualificado“.

António Costa especificou que o Plano Nacional de Valorização do Interior tem três vertentes previstas, uma das quais relacionadas com a competitividade e a majoração de IRC às empresas que se instalem no Interior.

A melhoria das acessibilidades, como a instalação de um laboratório colaborativo, em Bragança, dedicada às culturas da Montanha foram também apontadas entre as medidas globais para esta estratégia.

O Conselho de Ministros irá ainda aprovar a terceira fase da redução do custo das portagens e a estratégia comum com Espanha para o desenvolvimento da região fronteiriça, bem como o programa “Conhecer Portugal”, que vai aplicar cinco milhões de euros e atribuir 1.500 bolsas a estudantes que se desloquem para o Interior por períodos de três a seis meses.