O líder Benfica recebe na segunda-feira uma das últimas equipas a vencer no Estádio da Luz na I Liga, o Moreirense, que, juntamente com o perseguidor FC Porto e o Sporting de Braga, triunfou no reduto encarnado.

Uma situação vivida na época passada, quando o Benfica ainda tinha Rui Vitória no comando técnico e perdeu à nona ronda com a formação de Moreira de Cónegos, que venceu no Estádio da Luz, por 3-1. Depois disso só FC Porto e Braga lá venceram, já esta época.

Na segunda-feira, na 23.ª jornada do campeonato, o campeão nacional volta a receber o Moreirense, num momento em que está proibido de perder, depois de passar de uma vantagem de sete pontos para apenas um sobre o FC Porto, após duas derrotas (com os dragões, fora, e o Braga, em casa).

A jornada arranca na sexta-feira, com a receção do Portimonense (17.º e penúltimo) ao Vitória de Setúbal (12.º), e prolonga-se por cinco dias, com Braga, Benfica, FC Porto e Sporting a jogarem de domingo a terça-feira, devido aos respetivos jogos na Liga Europa.

O Benfica entra em campo segunda-feira, às 20h45, já depois de o FC Porto defrontar em São Miguel, nos Açores, o Santa Clara, às 18h30 locais (19h30 de Lisboa), nos dois únicos embates previstos para esse dia.

Antes, no domingo, o Sporting de Braga visita o Marítimo, com os minhotos em alta desde que Ruben Amorim assumiu o comando técnico, tendo somado desde então sete vitórias e um empate no campeonato e ainda conquistado a Taça da Liga.

O Braga subiu ao terceiro lugar, com mais um ponto do que o Sporting, e tem estado quase imparável, travado na I Liga apenas pelo Gil Vicente (empate a 2-2), num jogo em que esteve a vencer por 2-0, mas ficou reduzido a 10 jogadores aos 41 minutos.

Já na Liga Europa, os arsenalistas foram eliminados pelos escoceses do Rangers nos 16 avos de final. Depois de uma derrota fora na primeira mão (3-2), o Sporting de Braga voltou a ser derrotado na quarta-feira, por 1-0, e está fora da prova.

Os jogos dos quatros primeiros classificados da prova, que estão todos envolvidos na Liga Europa, estende a 23.ª ronda até terça-feira, quando o Sporting visitar o Famalicão, equipa que na primeira volta foi a sensação, mas tem estado em perda acentuada.

Na primeira volta, o Famalicão (sexto classificado) venceu em Alvalade por 2-1, numa fase em que chegou a liderar a I Liga e quando os leões eram treinados por Leonel Pontes, técnico interino que substituiu Marcel Keizer e antecedeu Jorge Silas.

Nesta jornada, o Sporting tentará manter a perseguição ao Braga, do qual dista apenas um ponto, enquanto o Famalicão procura um regresso às vitórias, sendo a segunda equipa que não vence há mais tempo (seis jogos), apenas atrás de Portimonense, sem vencer há 10 jornadas.

Os algarvios, que substituíram Folha e contam com Paulo Sérgio desde a 21.ª jornada, não sabem o que é vencer desde 30 de novembro (na 12.ª), enfrentando na sexta-feira (20h30) um adversário, Vitória de Setúbal, que também não vence há quatro jogos.

Ainda na 23.ª ronda, no sábado, estão agendados o Rio Ave-Belenenses e o Boavista-Gil Vicente, e no domingo, além do Marítimo-Sporting de Braga, o Desportivo das Aves-Paços de Ferreira e o Vitória de Guimarães-Tondela.

Os Aves, 18.º e último calcificado, recebe um adversário que luta também pela fuga à despromoção, na 16.ª posição, quatro pontos à frente do penúltimo classificado, o Portimonense.

Programa da 23.ª jornada:

Sexta-feira, 28 fev:
Portimonense — Vitória de Setúbal, 20h30.

Sábado, 29 fev:
Rio Ave — Belenenses, 18h.

Boavista — Gil Vicente, 20h30.

Domingo, 01 mar:
Desportivo das Aves — Paços de Ferreira, 15h.

Marítimo — Sporting de Braga, 17h30.

Vitória de Guimarães — Tondela, 20h.

Segunda-feira, 2 mar:
Santa Clara — FC Porto, 18h30.

Benfica — Moreirense, 20h45.

Terça-feira, 3 mar:
Famalicão — Sporting, 20h.