O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, reiterou que “não se justifica um prolongamento de 250 metros” do quebra-mar do Porto de Leixões, acrescentando que o município “não se vai calar” nesta matéria.

O autarca, que respondia, na Assembleia Municipal do Porto, na segunda-feira, a uma questão colocada pela deputada do PAN Bebiana Cunha, afirmou que “os 50 metros a mais que vão ser construídos” vão ter várias consequências, nomeadamente, no que concerne à ordem costeira, qualidade das águas e ondulação. “Na minha ótica, e experiência profissional, não se justifica um molhe com mais de 200 metros para os navios que desejavelmente hão de entrar em Leixões, esta continua a ser a minha convicção (…) portanto, nós, não nos calamos”, reiterou Rui Moreira.

Acrescentando que, na última reunião do Conselho Metropolitano do Porto, que decorreu na sexta-feira, “todos os municípios” demonstraram estar “preocupados”. “Todos os municípios estão preocupados porque pelos vistos a obra está concessionada e vai avançar (…) claro que para a segurança da navegação e acessibilidade em dias de pior tempo é melhor ter 250 metros, mas se for 500 também é melhor e mil também é melhor”, referiu.

A Câmara Municipal de Matosinhos defendeu esta segunda-feira que a adjudicação do prolongamento do quebra-mar do Porto de Leixões só deverá avançar aquando da emissão dos títulos de impacto ambiental das outras duas empreitadas previstas.

Em janeiro, a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) anunciou à Lusa que o concurso para o prolongamento do quebra-mar do Porto de Leixões recebeu duas propostas e que a adjudicação da empreitada estaria prevista para fevereiro. Dizendo que este anúncio da administração portuária fez “soar o alarme”, Luísa Salgueiro assumiu que o executivo não vai mudar a sua posição.

Na semana passada, os autarcas de Espinho, Porto e Matosinhos reiteraram a sua preocupação com a obra de prolongamento do quebra-mar, tendo exortado a Área Metropolitana a tomar uma posição e a defender a suspensão do concurso.