Luís Filipe Vieira reagiu às buscas feitas à SAD do Benfica nesta quarta-feira, no âmbito da Operação Fora de Jogo, levada a cabo pelo Ministério Público e pela Autoridade Tributária e Aduaneira. No discurso de abertura da Gala de entrega de Prémios Cosme Damião, o presidente do Benfica garantiu que o clube está muito tranquilo em relação à situação e que os “resultados financeiros históricos” do último semestre serão dados a conhecer “daqui por uns dias”. São, afirma, “a melhor prova da consistência do percurso”.

Operação Fora de Jogo. Desvio das receitas das transferências sob investigação

“Tendo em conta as circunstâncias do dia de hoje, gostaria também de aproveitar para garantir a todos os benfiquistas que estamos muito tranquilos sobre as buscas hoje [quarta-feira] realizadas. No nosso caso, toda a nossa atividade tem sido rigorosamente auditada pelas entidades competentes, no cumprimento escrupuloso da lei e reafirmamos a total colaboração com autoridades no sentido do esclarecimento de todas as questões ou duvidas que tenham”, disse o presidente do Sport Lisboa e Benfica.

“Os lucros e bons resultados financeiros que apresentamos, a obra feita e edificada são um bom exemplo de uma entidade portuguesa sem buracos e sumiços financeiros e que é um contribuidor líquido para o país e não um sorvedor dos impostos de todos nós. Que prestigia o país, que traz riqueza para Portugal e que demonstra boa saúde financeira e um percurso notável de recuperação de uma situação de partida bem difícil como todos se recordam”, acrescentou Luís Filipe Vieira durante a gala do clube.

Vieira falou ainda sobre o mau momento desportivo da equipa de futebol principal do Benfica, apelando à “criação de uma onda vermelha” já para o jogo de sábado frente ao Vitória de Setúbal, no terreno do adversário. “Inspiremo-nos na mágica conquista da época passada, para rapidamente darmos uma resposta“. Perante a plateia onde estava o treinador da equipa, Bruno Lage, e também os jogadores do plantel principal, o presidente do clube argumento que “se nada estava ganho quando tínhamos sete pontos de avanço, muito menos nada está perdido quando temos apenas um ponto de atraso”. “Nunca entraremos em depressão, estamos fortes, ambiciosos e muito focados”, reforçou, acreditando não só a conquista do campeonato nacional de futebol, como também da Taça de Portugal, no final desta época.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo apurou o Observador, entre as 23 pessoas coletivas constituídas arguidas nesta operação estão as SAD do Benfica, na pessoa do seu presidente, Luís Filipe Vieira.