A polícia espanhola deteve 89 pessoas suspeitas de pertencer a uma rede criminosa de contrabando de migrantes e droga do norte de África para Espanha, anunciou este sábado a Guarda Civil.

Segundo esta autoridade, a rede de contrabando usaria barcos de alta velocidade para transportar as pessoas e a droga através do estreito de Gibraltar, partindo de Ceuta rumo a Espanha.

Os investigadores encontraram evidências de que 11 barcos de velocidade terão transportado 269 pessoas e mais de dez toneladas de haxixe.

Segundo a polícia citada pela agência de notícias espanhola EFE, os traficantes só libertavam os migrantes depois de as suas famílias pagarem cinco mil euros.

Além das 89 pessoas detidas, a polícia disse estar a investigar outros 39 indivíduos, acrescenta a EFE.

Segundo a agência policial, além das mais de 10 toneladas de haxixe, foram ainda confiscados 26 barcos, 29 veículos, 250 mil euros em dinheiro e 12 armas de fogo.