O município de Anadia vai criar uma rede de percursos pedestres com 60 quilómetros de extensão, investimento a rondar os 200 mil euros, financiado em 80% pelo Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020, foi esta terça-feira anunciado.

O investimento resulta de uma candidatura aprovada ao PDR 2020, no âmbito do Grupo de Ação Local (GAL) Rural da Região de Aveiro – Renovação de Aldeias.

“A candidatura contempla a criação e georreferenciação dos traçados, limpeza e beneficiação dos percursos, instalação de seis caches (geocaching) por percurso, toponímia, divulgação das rotas e criação de um vídeo promocional do ‘Anadia Walking Trails’, bem como o desenvolvimento de uma aplicação web para dispositivos móveis”, resume a autarquia presidida pela independente Teresa Cardoso.

De acordo com o projeto de candidatura, serão criadas seis rotas, cada uma com uma extensão de dez quilómetros, em vários pontos do concelho, sob a designação “Anadia Walking Trails”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As rotas terão as seguintes designações: Rota do Poeta/Trilho Vale do Boi (Moita), Rota do Espumante e do Azeite / São Domingos (Moita), Rota de Pedralva e São Lourenço do Bairro (São Lourenço do Bairro), Rota do Espumante (UF Arcos e Mogofores), Rota de Algeriz (Vila Nova de Monsarros) e Rota da Lagoa de Torres e Vilarinho do Bairro (Vilarinho do Bairro).

“Este projeto pretende funcionar como um instrumento importante para a reabilitação, preservação e divulgação do espólio cultural, histórico, paisagístico e ambiental do concelho de Anadia”, refere a autarquia, acrescentando que os percursos serão “um complemento às diversas infraestruturas e equipamentos desportivos existentes, no sentido de, cada vez mais, Anadia se destacar como município do Desporto”.