Podia ser um programa de comédia para aliviar a angústia da pandemia do novo coronavírus. Podia até ser uma das birras que os seus filhos estão neste momento a fazer em casa depois de dias de recolhimento. Mas não: o vídeo que pode ver aqui em baixo mostra Andrew Cuomo, o governador de Nova Iorque, numa entrevista à CNN a discutir com o jornalista Chris Cuomo, seu irmão, sobre qual deles é o filho favorito da mãe. Leu bem. E pode ver para comprovar.

Aconteceu tudo em direto na terça-feira. Andrew Cuomo foi convidado para o programa Cuomo Prime Time, conduzido pelo seu irmão e jornalista Chris, para discutir as medidas de contenção em vigor na cidade norte-americana de Nova Iorque para conter a propagação da Covid-19. O tema tem-lhe valido várias críticas, já que defende a implementação de medidas nacionais e não locais para combater a pandemia. Por issso até o presidente norte-americano Donald Trump lhe apontou o dedo.

Mas de um momento para o outro, Andrew não era o governador de Nova Iorque e Chris não era um dos rostos do jornalismo da CNN. Ambos eram simplesmente irmãos e tinham assuntos domésticos para discutir, nomeadamente um tema importante da família Cuomo: Andrew não anda a telefonar à mãe tantas vezes quanto devia. E foi para isso que Chris lhe chamou a atenção.

“Senhor governador Cuomo, agradeço-te muito ter vindo ao programa. Eu amo-te, tenho orgulho naquilo que estás a fazer e sei que estás a trabalhar muito pelo teu estado, mas não importa quanto andas a trabalhar, há sempre tempo para ligar à mãe. Ela quer saber de ti”, disse Chris Cuomo.

Como se o momento não fosse caricato o suficiente, Andrew tornou-o verdadeiramente insólito. Após informar o irmão de que tinha telefonado à senhora Cuomo antes de entrar em direto para a entrevista com o irmão, o governador de Nova Iorque deu uma novidade a Chris: Andrew era o favorito da mãe, Chris era apenas “o segundo favorito”.

Eu liguei à mãe mesmo antes de entrar no programa. E, já agora, ela disse que eu era o favorito dela. Mas as boas notícias são que tu és o segundo favorito dela. O segundo filho favorito, Christopher”, disse Andrew entre sorrisos.

A brincadeira não caiu bem a Chris Cuomo que respondeu ao irmão com amargura:

“Nenhum de nós é o filho favorito ou o segundo favorito da mãe. Nem acredito que estás a mentir ao meu público, estás a estragar a credibilidade da tua entrevista inteira. Já a devia ter acabado há muito tempo”.

Quem não concordou que a entrevista fosse um desperdício foi o mundo virtual das redes sociais, que rapidamente tornou viral o vídeo do debate entre os dois irmãos. Da discussão entre ambos, saiu apenas uma informação pessoal que pode ser útil para a vida política de Andrew, sobretudo no que diz respeito ao combate à Covid-19: ele não gosta de recolheres obrigatórios. “Não gosto da expressão ‘toque a recolher’. O pai tentou dar-me um toque a recolher e eu nunca ultrapassei o trauma”, recordou.

Depois, lembrou como Chris Cuomo também podia ser um jovem complicado: “Tu é que costumavas violar o toque a recolher a toda a hora, isso causava muita dor, mas essa é uma história diferente”. Andrew Cuomo não se ficou e respondeu: “Não gosto de regras”.

Uma discussão familiar em direto.