Como muitos líderes, Donald Trump, presidente dos EUA, começou por desvalorizar o coronavírus e, agora, está a braços com uma das maiores campanhas federais no país para tentar conter uma pandemia. Contudo, o mesmo governante que afirmava em fevereiro que o coronavírus era “um embuste”, tem agora um discurso diferente: “Senti que era uma pandemia muito antes de ser chamada de pandemia”. Como crítica, a cantora Madonna, partilhou um vídeo no Instagram a expor as incoerências e criticou Trump de forma mordaz: “O grande sábio falou [com o emoji de um bomba no final]”.

A partilha de Madonna no Instagram

No vídeo partilhado, que é autoria da plataforma The Recount, especializada em notícias neste formato mais direcionadas para o público democrata norte-americano, é possível ver a mudança do discurso de Donald Trump nos últimos meses. O líder, que já assume a pandemia com tempo incerto para terminar, também afirmou sem rodeios que “o vírus vai morrer em abril com o tempo quente”.

Na mesma partilha, Madonna refere a quarentena voluntária que, à semelhança de Portugal, as autoridades norte-americanas recomendam agora a toda a população. Nesta rede social detida pelo Facebook, a artista soma mais de 14,9 milhões de seguidores. Nas últimas semanas, a cantora tem partilhado imagens da sua quarentena voluntária em Londres, Inglaterra, com o atual namorado, Ahlamalik Williams, incentivando outros a fazerem o mesmo.

Nos EUA, há 14.371 casos confirmados de pessoas infetadas com o coronavírus, tendo já havido 217 mortos anunciados à data de publicação deste artigo. Na última semana o Congresso e a Casa Branca têm aprovado medidas para mitigar o aumento a propagação da pandemia no país assim como o impacto que terá na economia.