Um avião de transporte humanitário, com oito pessoas a bordo, incluindo um doente, incendiou-se este domingo ao tentar descolar do aeroporto Ninoy Aquino, em Manila, matando todos os ocupantes, de acordo com as autoridades aeroportuárias filipinas.

De acordo com a agência de notícias espanhola, a Efe, o acidente ocorreu às 20:00 locais (12:00 em Lisboa), quando o avião se preparava para levantar voo com destino ao aeroporto Haneda, em Tóquio, capital do Japão, numa missão de evacuação médica, com dois passageiros e seis membros da tripulação.

O paciente era um homem canadiano e a sua mulher norte-americana, sendo os restantes filipinos.

Juntamente com os bombeiros do aeroporto, as equipas de emergência da Cruz Vermelha acorreram ao acidente, relatou o presidente da organização humanitária nas Filipinas, Richard Gordon, precisando que a lista de pessoas a bordo era composta pelo paciente evacuado, um seu acompanhante, dois médicos, uma enfermeira e três tripulantes.

O acidente levou ao encerramento temporário da pista de aterragem, até que o acidente seja investigado pela Autoridade de Aeronáutica Civil das Filipinas.