Pela primeira vez na sua história, o Salão Internacional do Automóvel Norte-Americano (North American International Auto Show, NAIAS na sigla em inglês) teria lugar em Junho próximo, numa medida da organização para continuar a manter o evento de Detroit que, até agora, se realizava em Janeiro. Porém, nesse mesmo mês, realiza-se em Las Vegas o Consumer Electronics Show (CES), que tem vindo a conquistar um peso crescente junto dos fabricantes de automóveis e respectivos fornecedores. E daí o adiamento do Salão de Detroit para meados do ano, o que, mesmo assim, acabará por não acontecer.

A pandemia levou à sua anulação, à semelhança do que sucedeu com o Salão de Genebra, mas neste caso com o anúncio do cancelamento a ocorrer bastante mais cedo, na medida em que o certame iria decorrer de 7 a 20 de Junho.

Embora estejamos desapontados, não há nada mais importante para nós do que a saúde, a segurança e o bem-estar dos cidadãos de Detroit e do Michigan, pelo que faremos o possível para apoiar a luta da nossa comunidade contra o surto de coronavírus”, declarou o director do NAIAS, Rod Alberts.

Está previsto que o espaço onde tradicionalmente a feira se realiza, o TCF Center (antigo COBO Hall), ceda lugar a um hospital temporário para receber os doentes com Covid-19. Nesse sentido, a área já foi alvo da visita das autoridades que procederam ao levantamento das adaptações que será necessário implementar para receber as vítimas no estado do Michigan. Aí registam-se, até ao momento, 4650 casos confirmados e 111 fatalidades, de acordo com a Detroit Free Press.

Só nos EUA, apontados como o futuro epicentro da pandemia que teve origem na China, contabilizam-se até agora 2229 mortes, 118.314 casos confirmados e 3238 infectados recuperados.

O NAIAS é o quarto grande salão dedicado ao automóvel a ser “vítima” do coronavírus. Além de ter sido cancelado o certame de Genebra, o de Pequim (China) e de Nova Iorque (EUA), ambos programados para Abril, foram adiados. Aliás, tal como vai suceder com TCF Center, também o espaço onde habitualmente decorre o Salão de Nova Iorque, o Jacob K. Javits Center, está a servir de hospital temporário para receber doentes com coronavírus.