O anúncio chegou esta terça-feira. Alberto II do Mónaco está, segundo os médicos, recuperado da infeção pelo novo coronavírus, diagnóstico tornado público no dia 19 de março. O príncipe tem permanecido isolado, mas a alta vai agora permitir que regresse para junto da família.

“Os médicos que seguiram o príncipe Alberto II desde o início da sua infeção de Covid-19 permitiram hoje que terminasse o seu período de quarentena. O príncipe foi declarado curado e goza de boa saúde”, afirmou o palácio real do Mónaco em comunicado, esta terça-feira.

O comunicado emitido esta terça-feira pelo Palais Princier © Facebook

“Em breve, irá juntar-se à sua família e continuará a ter em conta ao período de confinamento, mesmo enquanto mantém um contacto próximo com o seu governo. Sua Alteza volta a recordar a população do Mónaco acerca da importância de respeitar escrupulosamente as medidas de isolamento e os limites aos contactos sociais. O cumprimento rigoroso destas regras vai ajudar a travar a expansão do coronavírus”, lê-se ainda no mesmo comunicado.

O anúncio de recuperação é feito 12 dias depois de ter chegado a notícia de que Alberto II estava infetado com o novo coronavírus. Durante a quarentena, o príncipe permaneceu numa área isolada do palácio real e chegou mesmo a falar sobre os sintomas, aparentemente “semelhantes aos de uma gripe”. Nos últimos dias, pronunciou-se ainda sobre o facto de o príncipe Carlos ter, também ele, testado positivo. É impossível ter contagiado o príncipe Carlos”, referiu.