A Câmara de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, vai realizar mil testes de despiste à covid-19 aos profissionais de saúde e de IPSS, forças de segurança, bombeiros e comerciantes, anunciou esta quarta-feira o município local.

Vamos iniciar esta semana uma operação de despiste da Covid-19 no concelho de Idanha-a-Nova que, nesta primeira fase, prevê a realização de mil testes, num valor de 25 mil euros que será inteiramente assumido pelo município”, explica, em comunicado, o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto.

A realização dos testes de despiste tem como objetivo prevenir a contaminação e a propagação da covid-19 no concelho de Idanha-a-Nova, sendo que nesta primeira fase tem como grupos prioritários os funcionários dos lares e outras Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), profissionais de saúde, funcionários que contactam com o público, Proteção Civil, GNR e outros elementos das forças de segurança, bombeiros e comerciantes de bens essenciais.

“Esta medida vem reforçar outras já implementadas pela autarquia para prevenir e mitigar os efeitos da pandemia no concelho [Idanha-a-Nova], nas áreas da saúde, social e económica, mas sobretudo para proteger a população mais vulnerável e aqueles que estão na linha da frente”, sustenta o autarca.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 828 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 41 mil.