O Centro de Apoio e Solidariedade da Pousa (CASP), em Barcelos, registou um total de 22 idosos infetados com o novo coronavírus, anunciou esta quarta-feira o presidente da câmara local.

Cinco dos infetados estão no hospital e 17 foram transferidos na terça-feira para o seminário da Silva, também no concelho de Barcelos, para permitir a desinfeção do CASP.

Segundo Miguel Costa Gomes, aqueles idosos vão esta quarta-feira regressar ao lar, depois de as instalações terem sido desinfetadas na terça-feira.

“Estão todos estáveis, sem quaisquer outras patologias (…). Os utentes vão ter de regressar para o lar, não há outra alternativa”, acrescentou o autarca.

Há ainda um utente que acusou negativo e, por isso, não irá, nesta altura, regressar ao lar, estando o seu destino a ser concertado com a família.

O lar conta também com oito funcionárias infetadas e outras em quarentena e em isolamento profilático.

Segundo Costa Gomes, o funcionamento do lar será assegurado pelas funcionárias que entretanto vão regressar ao trabalho e com “apoio” da Segurança Social, que disponibilizará técnicos e profissionais “para ajudar”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou perto de 866 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 43 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito esta quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes, mais 27 do que na véspera (+16,9%), e 8.251 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 808 em relação a terça-feira (+10,9%). Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 0h de 19 de março e até às 23h59 de quinta-feira.