Morreu Maria de Lurdes Santos, mãe do selecionador nacional e campeão europeu de futebol Fernando Santos que tinha 83 anos. A notícia foi tornada pública numa nota colocada no site oficial da Federação Portuguesa de Futebol assinada pelo presidente do órgão, Fernando Gomes, que enviou as condolências ao treinador português.

“Foi com profunda consternação que tomei conhecimento, hoje [sábado], da morte de Maria de Lurdes Fernandes Santos, mãe do Selecionador Nacional Fernando Santos. Sei dos profundos laços de admiração, cumplicidade, amizade e amor que os ligavam e da profunda tristeza que representa para toda a sua família, amigos e colegas a sua perda”, começou por referiu o líder da Federação Portuguesa de Futebol.

“Tendo igualmente sido testemunha de toda a dedicação que devotou, desde sempre, mas, em particular, ao longo dos últimos meses de doença, à senhora sua mãe, deixo-lhe uma genuína mas sempre insuficiente palavra de conforto nesta ocasião. Em nome pessoal e de toda a Federação Portuguesa de Futebol receba os nossos mais sentidos e sinceros pêsames. Um abraço pleno de amizade”, acrescentou Fernando Gomes.

“Em meu nome pessoal e do Sport Lisboa e Benfica endereço as mais sentidas condolências ao meu amigo, ao nosso ex-treinador e atual selecionador nacional Fernando Santos, e a toda a sua família, pelo falecimento de sua mãe, Maria de Lurdes Santos. Neste momento difícil, expressamos uma palavra de conforto e profunda amizade de toda a família benfiquista”, salientou Luís Filipe Vieira, presidente dos encarnados.

“O FC Porto está solidário com o selecionador nacional de futebol, Fernando Santos, que hoje [sábado] perdeu a mãe. Treinador do FC Porto entre 1998 e 2001, Fernando Santos ficou conhecido como ‘o Engenheiro do Penta’ e foi sempre um exemplo de dedicação e profissionalismo ao serviço do nosso clube. Neste momento difícil, enviamos as mais sentidas condolências a toda a família enlutada”, manifestaram os dragões por comunicado.