A EatTasty, uma startup portuguesa de entrega de almoços no local de trabalho, passou a entregar refeições também em casa dos utilizadores, desde que começou o Estado de Emergência. Agora, o serviço da empresa chegou também a Almada e adicionou a opção de packs familiares, com menus adequados a famílias. A empresa tem registado um aumento no crescimento de entregas, tendo a 16 de março expandido o raio de entregas para Lisboa, Amadora, Oeiras e Sintra.

A 16 de março, com a entrada no Estado de Emergência, a empresa divulgou um aumento de novos registos 13 vezes superior ao normal. À semelhança de outros serviços de entrega de comida, as entregas desta empresa têm sido feitas com contacto reduzido entre clientes e estafetas. O mesmo é feito no “processo de levantamento das refeições”, garante a empresa. A empresa garante que todos pratos são confecionados diariamente com ingredientes frescos e a comida é entregue “ainda quente”.

EatTasty entregou 250 mil almoços portugueses a escritórios em Lisboa e Madrid

A startup entrega almoços feitos só no próprio dia aceitando pedidos apenas até às 11h50. Os novos packs familiares permitem encomendar dois pratos à escolha por 9,90 euros utilizando o voucher “PACK2” ao finalizar uma compra. Além disso, a empresa tem agora uma opção de menu por 7,90 euros com sopa, prato e bebida. A startup divulga no mesmo comunicado que vai estar aberta no próximo feriado, de Sexta-feira Santa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A EatTasty tem uma equipa de mais de 30 pessoas, distribuídas pelos escritórios de Vila Nova de Famalicão, Lisboa e Madrid. Desde 2016, a startup já recebeu 2,1 milhões de euros em investimento. Só em 2019 recebeu um total de 1,7 milhões de euros em duas rondas de investimento,a 26 de julho e 2 de dezembro. A portuguesa Indico Capital Partners liderou uma ronda de 1,1 milhões de euros e a PME Investimentos injetou mais tarde cerca de 650 mil euros. No campeonato da entrega de refeições ao domicílio, concorre agora com a Glovo, NoMenu ou UberEats.