O município da Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra, anunciou esta segunda-feira 11 medidas distribuídas pelas áreas da economia e empresas, educação e famílias, sociedade e saúde, para minimizar os efeitos da pandemia da Covid-19.

Em comunicado, a autarquia salienta que as medidas são um complemento às tomadas pelo Governo, com o objetivo de “minimizar ou, se possível, neutralizar, possíveis consequências negativas, assim como apoiar famílias, empresas e associações”.

Na área da economia, a Câmara da Pampilhosa da Serra deliberou isentar do pagamento das rendas de cessão de exploração referentes aos meses de abril, maio e junho, aos arrendatários das zonas industriais de Portela de Unhais e do Alto das Aldeias, bem como às cessionárias com contratos de cessão de exploração.

Por outro lado, reduziu o valor das faturas da água nos meses de março, abril e maio, em articulação com a APIN – Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior, através da aplicação do tarifário social a todos os consumidores domésticos e da aplicação de um desconto de 80% no valor total da fatura aos consumidores não-domésticos.

No setor da educação e famílias, o município encontra-se já a distribuir refeições escolares a todos os alunos do Escalão A do Agrupamento de Escolas Escalada-Pampilhosa da Serra, incluindo durante a interrupção letiva da Páscoa.

Em conjunto com o Agrupamento de Escolas Escalada-Pampilhosa da Serra, está a ser efetuado o levantamento das necessidades de equipamento informático e acesso à internet por parte dos alunos, por forma “a assegurar o direito à educação de todos no cumprimento ao ensino à distância”.

Entre as medidas, destaca-se a isenção do pagamento da mensalidade e das refeições do mês de março, aplicáveis aos encarregados de educação dos alunos do pré-escolar, inscritos nas Atividades de Animação e Apoio à Família, bem como a disponibilização de conteúdos ‘online, “de modo a manter a proximidade e a relação existente entre as crianças, as famílias e as equipas de animação e educação da Ludoteca Municipal ‘Pampilho'”.

Relativamente à área da saúde, a Câmara da Pampilhosa da Serra decidiu criar uma Linha de Emergência Municipal Covid-19, para esclarecimento de dúvidas, aconselhamento e pedido de apoio na aquisição e/ou entrega de bens alimentares e medicamentos, mediante validação do Gabinete de Ação Social, para evitar deslocações e facilitar o acesso aos bens essenciais.

No pacote de medidas, consta também a implementação de meios de comunicação de proximidade sobre as recomendações e os serviços de apoio existentes no âmbito da pandemia, com ativação de um veículo sonorizado a circular em todas as freguesias, e criou uma Bolsa de Voluntários para trabalhar e/ou apoiar as IPSS do concelho, através de um processo simples de inscrição disponível na página oficial do município.

A autarquia disponibiliza alojamento gratuito na Residência de Estudantes de Pampilhosa da Serra para que os profissionais da saúde e funcionários das Estruturas Residenciais Para Idosos (ERPI) e Unidades de Cuidados Continuados (UCC), “que estão na linha da frente no combate à covid-19, possam pernoitar, reduzindo o risco de contaminação e protegendo as suas famílias”.

Por último, disponibilizou diversos materiais às IPSS do concelho, Centro de Saúde, GNR e Bombeiros Voluntários, nomeadamente colchões, sacos-cama, postes delimitadores, máscaras, luvas, óculos de proteção, lençóis de urgência metalizados e sacos de cadáveres.