As perdas das receitas turísticas em Portugal deverão atingir os 1,28 a 1,44 mil milhões de euros entre 1 de março e 30 de junho, segundo um inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) esta quarta-feira apresentado.

Estas estimativas resultam de um questionário feito entre os dias 1 e 7 de abril junto de 60% dos associados da AHP, para avaliar o impacto da pandemia de Covid-19 no setor, e representam uma deterioração face à anterior estimativa de perda de 500 a 800 milhões de euros de receitas turísticas, apontada no inquérito realizado em março.

Num cenário “menos pessimista”, e tendo em consideração os valores de receitas turísticas e hoteleiras registados em 2019, a associação antecipa perdas de 80% de 1 de março até final de junho (contra os anteriores 30%), num valor da ordem dos 1,28 mil milhões de euros, e uma queda de 80% de dormidas (contra 30% no anterior inquérito), com 11,8 milhões de noites perdidas.

Já num cenário “pessimista”, as perdas chegam aos 90% nas receitas e nas dormidas, o que se traduz numa diminuição de 1,44 mil milhões de euros e de 13,1 milhões de noites no mesmo período.