O unicórnio (empresa que vale mais de mil milhões de dólares) português OutSystems lançou uma Plataforma de Gestão Integrada para facilitar as trocas de bens e serviços entre municípios, que é promovida pela Área Metropolitana de Lisboa. A plataforma foi lançada em parceria com a consultora Deloitte, a empresa digital Hi Interactive e a Câmara Municipal de Lisboa, anunciou a empresa esta quinta-feira em comunicado.

“A AML disponibiliza, aos seus 18 municípios, uma ferramenta que é intuitiva e colaborativa, com o objetivo de facilitar e promover a troca de informação e a cooperação para colmatar necessidades/dificuldades, num verdadeiro trabalho de rede que importa reforçar. Com esta Plataforma de Gestão Integrada, pretendemos garantir que quem luta diariamente pelo nosso bem-estar, possa continuar a fazê-lo com as melhores condições possíveis”, explica Carlos Humberto de Carvalho, da comissão executiva da Área Metropolitana de Lisboa.

A plataforma lançada pela empresa que lidera o mercado de plataformas low-code para o desenvolvimento rápido de aplicações vai funcionar em colaboração os municípios da área metropolitana de Lisboa. Objetivo: que estes municípios partilhem, de forma rápida e eficaz, produtos, equipamentos e serviços, otimizando os recursos de cada autarquia.

Como funciona a plataforma? Através de um marketplace onde cada autarquia pode gerir, catalogar e pesquisar os produtos, equipamentos e serviços que disponibiliza, partilhar medidas implementadas, executar operações de reforço de stock e solicitar que lhes sejam cedidos recursos das autarquias vizinhas.

Esta plataforma nasce do projeto “COVID-19 Community Response Program”, através do qual a empresa procura criar até 20 apps para ajudar no combate ao novo coronavírus. “Perante esta nova realidade, há uma necessidade crescente de nos adaptarmos ”, explica Gonçalo Gaiolas, VP de Produto da OutSystems, acrescentando que espera que a plataforma se estenda a mais municípios a nível nacional.

OutSystems cria comunidade para fazer apps de ajuda na luta contra a Covid-19

“A coordenação entre municípios é fundamental para dar uma resposta integrada, que vá ao encontro das necessidades da população. Em tempo de crise, onde tem de existir uma gestão ainda mais rigorosa das necessidades, do stock, mas também da rede de fornecedores, essa coordenação torna-se ainda mais importante”, refere Miguel Gaspar, vereador da Economia e Inovação, Mobilidade e Segurança da Câmara Municipal de Lisboa.