O cardeal patriarca de Lisboa frisou hoje que a Páscoa de Cristo “é uma realidade total e englobante” que se experimenta “na caridade praticada”.

Manuel Clemente, na homilia que proferiu na missa pascal na Igreja de Santa Maria Maior, Sé de Lisboa, chamou a atenção para “os inúmeros vazios deste mundo, estes mesmos do tempo” atual de pandemia de covid-19.

Estes vazios, porém, segundo o cardeal patriarca, são agora “preenchidos por amor concreto e bom apoio, vencendo solidões, prevenindo e curando a pandemia, garantindo a educação e o trabalho e em tudo o mais que urgente for”, e tornando a celebração da Páscoa “um enorme compromisso”.

No final da celebração, o cardeal patriarca saiu da Sé e, junto à entrada do templo, deu, “de forma extraordinária”, a bênção com o Santíssimo Sacramento “sobre a cidade, sobre a diocese e sobre todos quantos, privados da participação física da celebração nas suas comunidades”, acompanharam a transmissão televisiva, “concedendo a indulgência plenária, segundo as condições estabelecidas pela Santa Sé”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já provocou mais de 107 mil mortos e infetou mais de 1,7 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Em Portugal, segundo o balanço feito pela Direção-Geral da Saúde no sábado, morreram pelo menos 470 pessoas em quase 16 mil casos de infeção com o novo coronavírus.

Veja a fotogaleria acima.