Mais de 10% dos 4.800 membros da tripulação do porta-aviões americano “Theodore Roosevelt” testaram positivo à covid-19, afirmou um porta-voz da Marinha dos Estados Unidos.

“92% da tripulação do ‘Theodore Roosevelt’ já foi testado. Neste momento, há 550 testes positivos e 3.673 negativos”, disse à agência de notícias France-Press um porta-voz da Marinha americana.

A mesma fonte referiu que 3.696 membros da tripulação foram transferidos para hotéis ou quartéis na ilha de Guam, território insular dos Estados Unidos no Pacífico, onde o navio atracou, depois de terem sido identificados três militares infetados com o novo coronavírus.

O comandante do porta-aviões nuclear “Theodore Roosevelt”, Brett Crozier, foi demitido a 2 de abril, depois de ter pedido a retirada de parte significativa da tripulação devido à propagação do novo coronavírus.

Posteriormente, o secretário da Marinha dos Estados Unidos, Thomas Modly, muito criticado pela forma como geriu esta crise, demitiu-se.