O número de utentes que morreram devido ao novo coronavírus no Lar Dra. Leonor Beleza, em Santo Tirso, subiu esta segunda-feira de três para quatro, disse à Lusa a porta-voz da Santa Casa da Misericórdia local, Sara Almeida e Sousa.

Segundo a porta-voz, uma utente, de 67 anos, encontrava-se internada no Centro Hospitalar do Médio Ave, onde morreu durante a tarde.

A morte soma-se às ocorridas no sábado, de um utente de 60 anos, e outro na quinta-feira, dia 9, também naquela unidade hospitalar, e à primeira, uma semana antes, um utente internado no Hospital São João, no Porto.

Na publicação na rede social Facebook da Misericórdia de Santo Tirso, no distrito do Porto, proprietária daquela valência, com 94 utentes, foi também confirmada a realização esta segunda-feira dos “testes aos utentes do Lar José Luíz d’Andrade”, cujo número se desconhece.

“Desta forma, foi possível concluir os testes à totalidade de utentes e colaboradores de ambos os lares em que há registo de infetados”, lê-se ainda na publicação, que informa que “todos os utentes que estão na instituição se encontram estáveis e sem sintomas relevantes associáveis a infeção por Covid-19”.

Sara Almeida e Sousa disse à Lusa que a atualização do número de infetados nas duas valências da Misericórdia será “feita dentro de dois dias, quando estiverem disponíveis os resultados dos testes efetuados”.

Em Portugal, segundo o balanço feito esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 535 mortos, mais 31 do que no domingo (+6,2%), e 16.934 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 349 (+2,1%).

Dos infetados, 1.187 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 277 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.