As autoridades de saúde portuguesas estão a contactar com todos os passageiros do voo em que viajou uma professora de Timor-Leste para Portugal, a quem foi diagnosticada Covid-19, disse à agência Lusa fonte da Direção-Geral da Saúde (DGS).

“Todos os passageiros do voo estão a ser contactados dentro do tempo previsto”, adiantou a fonte. O porta-voz do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) timorense disse esta terça-feira que uma professora portuguesa que leciona em Timor-Leste e que chegou a Portugal no dia 4 de abril está infetada com a Covid-19.

O nosso país amigo, Portugal, informou-nos que uma professora no grupo de portugueses que saiu de Timor-Leste em 4 de abril para Portugal (…) fez teste com resultado positivo” no dia 6 de abril, afirmou Rui Araújo.

De acordo com o porta-voz, a “professora está a ser apoiada pelas autoridades de saúde de Portugal, e partilhou a informação por canais diplomáticos, para identificar contactos que teve em Timor-Leste”.

Equipas de saúde timorenses realizaram já testes a quatro professores, colegas da docente infetada e a um motorista, segundo fontes do Ministério da Saúde timorense.

A equipa de vigilância epidemiológica está a fazer acompanhamento e a monitorizar esses contactos e tomou as medidas, incluindo laboratoriais, necessárias”, considerou.

O embaixador de Portugal em Díli, José Pedro Machado Vieira, disse à Lusa que a situação está a ser acompanhada pelos Ministérios de Saúde dos dois países, que estão em contacto, e está a ser seguida pelas autoridades locais, pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela embaixada. Timor-Leste registou, até ao momento, seis casos da Covid-19, incluindo um já recuperado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já provocou mais de 120 mil mortos e infetou mais de 1,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, cerca de 402 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.