A Organização Mundial da Saúde (OMS) tem como “única preocupação” ajudar os países na luta contra a pandemia de covid-19 e “salvar vidas”, disse esta quarta-feira o diretor-geral após os Estados Unidos terem anunciado a suspensão do financiamento à OMS.

“Não há tempo a perder. A única preocupação da OMS é ajudar todas as pessoas a salvar vidas e acabar com a pandemia de Covid-19”, escreveu Tedros Adhanom Ghebreyesus na rede social Twitter, sem mencionar a decisão do Presidente norte-americano Donald Trump.

Na terça-feira, Donald Trump anunciou que os Estados Unidos vão suspender a contribuição do país para a OMS, justificando a decisão com a “má gestão” da pandemia de Covid-19 pela agência da ONU. “Ordeno a suspensão do financiamento para a Organização Mundial da Saúde enquanto estiver a ser conduzido um estudo para examinar o papel da OMS na má gestão e ocultação da disseminação do novo coronavírus”, disse Donald Trump.

A pandemia de Covid-19 já provocou quase 127 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.