O Governo dos Açores vai distribuir, a partir da próxima semana, cerca de 270 mil máscaras sociais por todos os domicílios da região, a propósito da pandemia de Covid-19, anunciou esta quinta-feira o executivo.

A iniciativa surge na sequência da “articulação com a Autoridade de Saúde Regional de procedimentos a adotar pela população”, destinando-se as máscaras a ser usadas “nas saídas permitidas no contexto de confinamento que está em vigor em toda a região”, lê-se numa nota do Governo Regional.

Serão distribuídas nesta fase três máscaras reutilizáveis por cada família, acompanhadas das instruções de utilização e de lavagem, segundo as especificações técnicas da Direção-Geral de Saúde e do Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde.

De acordo com a nota de imprensa, o uso destas máscaras sociais, que serão confecionadas por duas empresas têxteis da ilha de São Miguel, “não implica qualquer alteração às medidas de confinamento da população, de higiene das mãos e de etiqueta respiratória, e à organização e manutenção dos procedimentos de proteção e prevenção adotados pelas entidades públicas e privadas”.

Para o executivo açoriano, a medida pretende “reforçar a fase de contenção da propagação do novo coronavírus em que se encontra a região”, apelando-se à população que utilize as máscaras sociais de “forma responsável, cumprindo também todas as instruções de utilização que serão disponibilizadas”.

Portugal regista 629 mortos associados à Covid-19 em 18.841 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia. Relativamente ao dia anterior, há mais 30 mortos (+5%) e mais 750 casos de infeção (+4,1%).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.