A produção no setor da construção recuou, em fevereiro, na zona euro e na União Europeia (UE), com Portugal, em contraciclo, a apresentar um crescimento no indicador, segundo o Eurostat.

Face a fevereiro de 2019, a produção no setor da construção recuou 0,9%, quer na zona euro, quer na UE, enquanto na comparação com janeiro o indicador caiu 1,5% nos países da moeda única e 1,0% no conjunto dos 27 Estados-membros.

Em Portugal, a produção no setor da construção aumentou, em fevereiro, 1,1% na variação homóloga e 1,3% em cadeia.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, face a fevereiro de 2019, a Suécia (-8,0%), a Espanha (-7,2%) e a Bélgica (-4,4%) registaram as maiores quebras, enquanto a Roménia (25,7%), a Eslovénia (9,0%) e a Eslováquia (8,4%) apresentaram as maiores subidas.

Na comparação com janeiro, a Roménia (-4,6%), a Holanda (-2,4%) e a Bélgica (-2,2%) apresentaram os maiores recuos e a Eslovénia (6,8%), a Hungria (6,2%) e a Polónia (3,2%) os principais avanços.