O Lar da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro registou mais uma morte por infeção pelo novo coronavírus, elevando para 22 o número de óbitos associados à Covid-19 na instituição, foi esta sexta-feira anunciado.

“Trata-se de um homem de 84 anos a quem foi diagnosticado a Covid-19 e que morreu na última madrugada. Este utente estava acamado e tinha uma doença oncológica muito avançada”, disse à Lusa Francisco Ferreira, da direção da Misericórdia aveirense.

Dos 119 utentes do lar situado no Complexo Social da Moita em Oliveirinha, 77 acusaram positivo nos testes de despiste da Covid-19. Os utentes infetados foram colocados numa ala autónoma e estão confinados aos quartos.

Desde o início da pandemia da Covid-19 já morreram mais de 40 idosos nos lares da região de Aveiro. O maior número registou-se no lar da Misericórdia de Aveiro, com 22 óbitos, seguindo-se o lar de São José, em Ílhavo, com 11 óbitos.

Segundo dados do Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo-Vouga, os 11 concelhos da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro registam 1.273 casos positivos, sendo que 113 referem-se a profissionais de saúde e 123 estão relacionados aos lares de idosos, havendo a lamentar 82 óbitos.

Portugal regista 657 mortos associados à covid-19 em 19.022 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia. Relativamente ao dia anterior, há mais 28 mortos (+4,5%) e mais 181 casos de infeção (+0,96%). Das pessoas infetadas, 1.284 estão hospitalizadas, das quais 222 em unidades de cuidados intensivos, e 519 foram dadas como curadas.

O decreto presidencial que prolonga até 02 de maio o estado de emergência iniciado em 19 de março prevê a possibilidade de uma “abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais”.