Se é daqueles que pensa que a Tesla vai alterar a Cybertruck, substituindo aquela estética futurista e ousada por outra mais consensual e igual às restantes propostas do mercado, o melhor é esquecer, pois isso nunca vai acontecer. Tanto mais que há mais de meio milhão de clientes à espera da pick-up repleta de arestas vivas.

Contudo, a realidade é que em mais uma troca de tweets com os seus seguidores, o CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou que a Cybertruck vai mesmo ser alvo de algumas melhorias. De acordo com Musk, vai ser “3% mais pequena, a sua linha central mais nivelada e a superfície vidrada vai estender-se até mais abaixo”.

Não foi necessário esperar muito para que surgissem desenhos comparativos do novo contra o velho, mas substancialmente mais difícil é descobrir as diferenças entre a Cybertruck original, ou seja, o protótipo revelado ao público, e aquela que foi determinada pelos testes entretanto realizados.

Não são evidentes os objectivos das magras modificações sugeridas pelo CEO, com a redução das dimensões (eventualmente) a ter mais a ver com as limitações impostas por alguns mercados do que (verdadeiramente) por motivos relacionados com a produção ou com os custos. O incremento da superfície vidrada e as mexidas na linha de cintura deverão prender-se com a visibilidade para o exterior, sobretudo por parte do condutor. Essencialmente, fica tudo na mesma, à excepção de pormenores que ninguém irá notar.