Vinte e dois doentes com Covid-19, residentes no bairro social Nova Cidade, em Câmara de Lobos, freguesia onde foi imposta uma cerca sanitária, vão ser transferidos para uma unidade hoteleira, indicou esta segunda-feira o secretário da Saúde da Madeira.

“Com a instalação desta cerca e com a dificuldade em controlar o confinamento na Nova Cidade, optou-se, em articulação com a autarquia de Câmara de Lobos, por arranjar uma unidade hoteleira na freguesia“, afirmou Pedro Ramos, em videoconferência, no Funchal.

O governante esclareceu que a unidade hoteleira “já está identificada” e adiantou que o transporte dos doentes seria efetuado durante esta segunda-feira.

As autoridades de saúde da Madeira sinalizaram uma cadeia de transmissão de Covid-19 com foco no bairro social Nova Cidade, em Câmara de Lobos, que conta 27 doentes do total de 36 registados naquela freguesia. Residem naquele bairro social cerca de 600 pessoas.

Em apenas dois dias (sábado e domingo), o número de pessoas infetadas na localidade subiu de nove para 36, já com três doentes recuperados, estando também assinalados 98 casos suspeitos.

A situação motivou o estabelecimento de uma cerca sanitária, em vigor a partir das 00h de domingo, por um período de 15 dias (até 3 de maio).

A freguesia de Câmara de Lobos, sede do concelho com o mesmo nome, contíguo ao Funchal, a oeste, tem cerca de 18 mil habitantes e uma das suas atividades principais é a pesca, sendo que várias embarcações saíram para o mar antes da entrada em vigor da cerca sanitária.

“Já estamos em articulação com a secretaria regional [do Mar e das Pescas] no sentido de identificarmos a lista de todos esses indivíduos que fazem parte das embarcações e aquilo que vai acontecer é que vamos acompanhar as embarcações, mas [os pescadores] não poderão desembarcar sem fazer avaliação com a autoridade regional de saúde”, afirmou Pedro Ramos.

A Madeira registou esta segunda-feira dois novos casos de Covid-19, elevando para 85 o número de infetados no arquipélago, dos quais 36 são de Câmara de Lobos.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 165 mil mortos e infetou quase 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 537 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 735 pessoas das 20.863 registadas como infetadas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.