O tráfego médio diário (TMD) caiu 11,9% nas concessões da Brisa, para 16.049 veículos, informou esta quarta-feira a concessionária em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“No 1.º trimestre o TMD foi de 16.049, menos 11,9%” em relação ao período homólogo, com os veículos ligeiros a sofrerem “um impacto maior do que os veículos pesados”, tendo o TMD dos primeiros caído 12,6%, enquanto o dos segundos decresceu 2,0%, referiu a Brisa Concessão Rodoviária.

O tráfego diminuiu 10,9% durante os primeiros três meses do ano, de acordo com a Brisa.

“Janeiro e fevereiro foram meses positivos para o crescimento do tráfego, mas março foi bastante afetado pela pandemia do covid-19. O Estado português declarou estado de emergência a 18 de março, restringindo fortemente a mobilidade das pessoas”, lê-se na mesma nota.

De acordo com a Brisa, “a covid-19 afetou toda a dinâmica de mobilidade no país, contribuindo para quedas de tráfego no primeiro trimestre de 2020 em todas as autoestradas” da Brisa Concessão Rodoviária.