O euro negociava esta quinta-feira sem grandes variações depois de ter sido divulgado que a atividade empresarial na zona euro registou em abril a maior queda desde que se começaram a compilar dados comparáveis em julho de 1998.

Às 18h (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,0813 dólares, exatamente o mesmo valor a que seguia na quarta-feira ao final da tarde.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou a taxa cambial de referência do euro em 1,0772 dólares.

O indicador ‘flash’ PMI (Purchasing Managers’ Index) composto para a zona euro colapsou, de novo, em abril, ao cair para 13,5 pontos, contra 29,7 pontos em março, ou seja, a maior contração mensal da atividade nas mais de duas décadas da sua história e a segunda consecutiva.

Até março deste ano, o mínimo histórico do índice PMI da Markit, de 36,2 pontos, tinha sido registado em fevereiro de 2009, no pico da crise financeira mundial.

Segundo os dados recolhidos entre 7 e 22 de abril, a zona euro está a sofrer os recuos mais pronunciados da atividade empresarial e do emprego, em níveis nunca antes registados, devido às medidas adotadas para conter a pandemia da Covid-19, com o encerramento temporário de empresas e restrições ao movimento de pessoas.

O euro negociou esta quinta-feira entre 1,0756 e 1,0847 dólares.

Divisas…………….esta quinta-feira…………..quarta-feira

Euro/dólar…………1,0813…………….. 1,0813

Euro/libra…………0,87465…………….0,87815

Euro/iene………….116,28…………….. 116,57

Dólar/iene…………107,56…………….. 107,81