A Farfetch, a plataforma líder global para a indústria da moda de luxo, anunciou esta sexta-feira o quarto grupo de startups que vão integrar o programa de aceleração de negócios da Dream Assembly, tendo a Burberry como parceira mais uma vez. “Perante as recentes medidas de saúde e segurança emitidas por diferentes governos, o programa será realizado na sua totalidade em modo digital, continuando a oferecer às startups orientação, suporte e oportunidades de networking”, avança a organização.

Pela primeira vez completamente digital, o programa vai ajudar oito empresas que estão focadas em mudar o futuro da moda e do retalho, selecionadas de entre 155 candidaturas de todo o mundo.

“Estamos entusiasmados com o lançamento de mais uma edição da Dream Assembly. Pela primeira vez, vamos ter um programa em formato digital, mas acreditamos que, tal como nas edições anteriores, temos pela frente sete semanas incríveis, em que vamos poder dar às startups acesso a mentoria e a um vasto conjunto de masterclasses. Temos um grupo de empresas com modelos de negócio que ajudam a digitalização do comércio em vários setores, algo ainda mais relevante num momento em que navegamos esta crise pandémica e, ao mesmo tempo, planeamos já o mundo pós-Covid” afirma David Grunwald, VP Innovation da Farfetch.

Do espelho inteligente à coleção de fábrica: as novas ideias que cativaram a Farfetch

Lançado em abril de 2018, o programa de sete semanas inclui uma série de masterclasses, sessões individuais com líderes seniores da Farfetch e das empresas parceiras, e reuniões de mentoria sobre tópicos como moda, marketing, tecnologia e operações. As startups ganham assim acesso direto ao conhecimento da Farfetch nas indústrias da moda de luxo e da tecnologia e terão também a oportunidade de apresentar os seus projetos a um grupo exclusivo e previamente selecionado de investidores externos.

“Nestes tempos extraordinários, a Farfetch quer continuar a apoiar a comunidade com este programa incrível e intensivo, partilhando know-how, ferramentas e conhecimento para desencadear todo o potencial das startups, e ajudando-as a aumentar a eficiência dos modelos de negócio atuais. Para a Farfetch, é uma honra, e cada grupo representa um novo desafio. Queremos ser um parceiro de valor e trabalhar lado a lado com as startups no seu desenvolvimento”, explica Cipriano Sousa, Chief Technology Officer da Farfetch.

E quais foram as oito startups selecionadas? A americana Cerebra, que ajuda retalhistas e marketplaces a tomar melhores decisões baseadas em dados, prevendo tendências e oportunidades. A inglesa FavourUp, que é uma plataforma que permite às marcas de moda, retalho e viagens criar conteúdos com base em dados de localização gerados pelos utilizadores, fornecendo informações em tempo real tão detalhadas como um código postal. A alemã Ivapparel, que trata de um mercado B2B (para empresas), que conecta a indústria da moda com a maior indústria de entretenimento do planeta, os jogos, para permitir a venda de produtos.

A M-XR desenvolve tecnologia de captura 3D, que possibilita que marcas, estúdios e criadores digitalizem seus catálogos de produtos com precisão e automaticamente. O objetivo é o de garantir que as marcas utilizem modelos realistas, indistinguíveis da realidade, evitando diminuir a qualidade dos seus produtos do mundo real nas realidades representadas.

Da República Checa vem a Newlife, uma rede social descentralizada, projetada para agregar inovadores culturais e produzir o maior conjunto de dados de tendências de design e estética. Da Holanda, chega a StyleScript, uma empresa que fornece aos retalhistas ferramentas digitais para conhecerem melhor o consumidor, criando perfis pessoais de clientes e combina-os com os produtos certos.

A SupplyCompass é uma plataforma capaz de fazer com que marcas e fabricantes de moda produzam melhor juntos, fazendo gestão de todo o processo de desenvolvimento, fornecimento e produção, desde o design até à entrega, tudo num só lugar. Por último, a Whoqip é uma solução de loja conectada, onde os retalhistas a ligam-se aos clientes em todos os canais e em tempo real para reduzir o tempo de espera – da pesquisa ao check-out.

A Dream Assembly continua a privilegiar a sua ligação à comunidade, tendo já acelerado 60 startups. Além dos três programas já concluídos, o projeto lançou recentemente um programa em formato bootcamp para apoiar startups de todo o mundo.