Três filmes do realizador alemão Werner Schroeter, produzidos e rodados em Portugal, vão estar disponíveis online na próxima semana, assinalando-se uma década da morte do cineasta, revelou esta sexta-feira a Medeia Filmes.

De acordo com a exibidora, do produtor Paulo Branco, os filmes “O rei das rosas” (1986), “Duas” (2002) e “Esta noite” (2008) poderão ser vistos de forma gratuita na página da Medeia Filmes na Internet, entre 30 de abril e 3 de maio.

Dos cerca de quarenta filmes feitos por Werner Schroeter, entre ficção e documentário, aqueles três foram rodados em Portugal e produzidos por Paulo Branco, que o considera “um dos maiores vultos do cinema da segunda metade do século XX e inícios do século XXI”.

“O rei das rosas” é um “filme singularíssimo e um tributo à sua musa desde a primeira hora, Magdalena Montezuma”, “Duas”, que conta com Isabelle Huppert, Bule Ogier e Rogério Samora, foi rodado em Sintra e em Lisboa.

“Esta noite” é o último filme de Werner Schroeter, exibido em 2008 no festival de cinema de Veneza, onde o cineasta foi recebido com Leão de Ouro Especial do júri.

O filme é uma adaptação de um romance do escritor uruguaio Juan Carlos Onetti, foi rodado no Porto com a participação, entre outros, de Nuno Lopes, Filipe Duarte e Teresa Tavares, e foi apresentado naquele ano pelo cineasta no festival de cinema do Estoril, organizado por Paulo Branco.

Nascido a 7 de abril de 1945, Werner Schroeter era considerado uma das figuras centrais do novo cinema alemão do pós-guerra, embora o próprio afirmasse que não tinha qualquer intenção de pertencer a um movimento.

Contemporâneo de Fassbinder, Wim Wenders e Werner Herzog, Werner Schroeter, trabalhou ao lado do realizador Rosa von Praunheim em dramas psicológicos e emotivos. Além do cinema, Werner Schroeter escreveu para teatro e encenou espetáculos de ópera, sobretudo entre 1990 e 2001, época em que praticamente não filmou.

Werner Schroeter morreu aos 65 anos em abril de 2010.