O Ministério da Saúde timorense lançou no fim de semana um novo serviço pela aplicação WhatsApp com informações atualizadas sobre a Covid-19, num projeto desenvolvido com a organização Catalpa International.

A linha de apoio da Covid-19, em tétum e inglês, desenvolvida também com o apoio da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da organização Praekelt, oferece “informações precisas, de resposta e oportunas aos cidadãos durante a pandemia da Covid-19”, segundo uma nota enviada à Lusa pelo Ministério da Saúde timorense.

A medida faz parte dos esforços do Ministério da Saúde de Timor-Leste em dar “informações oportunas, conter rumores e travar notícias falsas”.

Recorrendo a informação atualizada sobre dados da pandemia em Timor-Leste, o serviço divulga ainda dados atualizados da OMS sobre prevenção, sintomas, tratamento, riscos e testes. O serviço divulga também notícias relevantes tendo uma notícia da Lusa sido a primeira a ser divulgada na estreia do serviço.

Através das mensagens no WhatsApp, os utilizadores terão respostas às perguntas mais frequentes sobre “medidas preventivas e mitos relacionados à Covid-19“. Para ativar o serviço basta mandar a palavra “hello” ao número +670 75560000.

Posteriormente, e para “medir o impacto da pandemia”, será incluído um novo recurso adicional que recolherá dados como género, idade e localização, o que “facilitará o Ministério da Saúde na tomada de decisões importantes sobre a resposta nacional à Covid-19.

O serviço é apoiado pelo governo australiano através do programa Partnership for Human Development Program. Timor-Leste tem atualmente 22 casos ativos de Covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 204 mil mortos e infetou mais de 2,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Perto de 800 mil doentes foram considerados curados.