Um grupo de médicos na Alemanha tem posado nu para fotografias com o objetivo de chamar a atenção para a falta de equipamentos de proteção individual contra a pandemia de Covid-19.

O protesto denominado Blanke Bedenken”, que em português pode ser traduzido para “Sem Reservas”, pretende alertar para os riscos que os médicos correm sem as devidas proteções contra o novo coronavírus.

“A nudez simboliza o quão vulneráveis nós estamos sem proteções”, explicou Ruben Bernau, um dos médicos envolvidos no protesto, ao jornal Ärztezeitung.

Os médicos alemães têm posado sem roupa nos seus consultórios, alguns protegendo-se com dossiês, papel higiénico, estetoscópios e até guarda-chuvas. As fotografias estão publicadas no site do protesto, onde se encontra também uma petição de apoio a esta causa.

O grupo inspirou-se no médico francês Alain Colombié que também foi fotografado nu no seu consultório depois de se descrever a si e aos seus colegas como “carne para canhão” no combate à pandemia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Apesar dos médicos terem pedido repetidamente o fornecimento de mais equipamento desde que o vírus se instalou no país no final de janeiro, as empresas que fabricam estas proteções não têm conseguido dar resposta à elevada procura, ainda que tenham aumentado a sua capacidade de produção.