Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio, remarcados para o verão de 2021, poderão ser cancelados. Essa é a avaliação do presidente do comité organizador, Yoshiro Mori, que equaciona esse cenário caso a pandemia do novo coronavírus não esteja sob controlo no verão do próximo ano.

A notícia foi dada por Mori, em entrevista ao jornal desportivo japonês Nikkan, esta terça-feira, citada pela BBC. Questionado diretamente sobre se os Jogos voltarão a ser adiados caso a Covid-19 ainda seja uma ameaça em 2021, o presidente do comité organizador respondeu diretamente: “Não. Nesse caso, serão cancelados”.

O objetivo por agora, afirmou, citado pela Agência France-Press é “combater este inimigo invisível”, recordando que os Jogos foram cancelados apenas em tempos de guerra. Se essa batalha for bem sucedida, “realizaremos os Olímpicos em paz no próximo verão”.

O Comité Olímpico Internacional e o Japão chegaram a acordo para adiar os Jogos de Tóquio, com início marcado para 24 de julho deste ano, para o verão de 2022, por causa da Covid-19.

Esta terça-feira, também Yohsitake Yokokura, diretor da Associção Médica do Japão, alertou para o facto de que será “difícil” levar a cabo os Jogos Olímpicos em 2022 se, até à data, ainda não existir uma vacina contra o novo coronavírus.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR