A rede social Twitter informou esta quinta-feira que durante o primeiro trimestre de 2020 registou perdas de oito milhões de dólares, em comparação com os 191 milhões de dólares de lucros registados no mesmo período de 2019.

O prejuízo, equivalente a 7,31 milhões de euros, foi atribuído pela empresa a um abrandamento das receitas maior do que o esperado em consequência da pandemia de Covid-19.

A tecnológica com sede em São Francisco reportou em comunicado uma faturação de 808 milhões de dólares, face aos 787 milhões no período homólogo de 2019, um aumento de quase 2,7%, mas as despesas superaram o aumento da receita.

Apesar do impacto do coronavírus, a empresa aumentou a faturação no campo da publicidade, com uma receita de 682 milhões de dólares, três milhões acima do registado há um ano.

Os resultados foram similares às expectativas dos investidores, que eram pessimistas e as ações da tecnológica seguiam em queda na bolsa nova-iorquina.