A Lamborghini anunciou que vai retomar a actividade fabril nesta segunda-feira, 4 de Maio. Apenas três dias depois de reiniciar a produção, a 7 de Maio, será revelado um novo modelo acerca do qual o construtor de Sant’Agata Bolognese não fornece qualquer dado, nem sequer oferece pistas. As duas novidades são veiculadas no mesmo comunicado à imprensa, onde o construtor italiano prefere colocar a tónica no regresso seguro à produção, ao invés de avançar quaisquer detalhes acerca do desportivo que está a caminho.

Estamos prontos para recomeçar com muita energia, mas também com protocolos rigorosos para salvaguardar aquilo que é o mais importante para nós: a segurança dos nossos trabalhadores. Foi por essa razão que fomos o primeiro fabricante italiano de automóveis a fechar e, nesta nova fase de recuperação, essa continua a ser a nossa prioridade. Até porque ainda não vencemos a batalha contra a Covid-19”, realça o presidente e CEO da Lamborghini, Stefano Domenicali.

Stefano Domenicali

O mesmo responsável salienta que haverá uma monitorização sistemática da propagação do coronavírus, garantindo que a empresa estará a postos para, a qualquer momento, ajustar os protocolos de segurança, se forem emitidas novas directrizes nesse sentido.

Depois de ter alcançado em 2019 os melhores resultados de sempre da sua história, principalmente graças ao “fenómeno” Urus, as contas da Lamborghini poderiam ter sido contagiadas pela Covid-19, tal como aconteceu à maioria dos fabricantes. No entanto, Domenicali esclarece que, “apesar da situação”, a marca fechou o primeiro trimestre de 2020 com resultados positivos. “Partindo dessa base, queremos garantir que rapidamente recuperaremos a nossa posição de liderança, entregando os nossos veículos mal os diferentes concessionários espalhados por todo o mundo retomem o negócio”.

Tendo isso em vista, é o próprio CEO quem agenda, para o próximo dia 7, a apresentação virtual de um novo modelo, para “completar a gama” e “continuar a alimentar os sonhos dos fãs e clientes” da Lamborghini.

À falta de mais dados, não nos resta outra hipótese senão a de elencar possibilidades. Poderá tratar-se da versão mais desportiva do Urus, o Urus ST-X, ou o Lamborghini Huracán STO (abreviação de Super Trofeo Omologato), uma variante mais radical do Huracán EVO. Finalmente, é menos provável (mas, ainda assim, possível) que seja uma versão para uso exclusivo em pista do Aventador, cujo desenvolvimento está a cargo da Lamborghini Squadra Corse.