A primeira série de testes a clubes da primeira e segunda divisão da Alemanha resultaram em 10 casos positivos da Covid-19, quando se prepara o regresso das competições, anunciou esta segunda-feira a Liga Alemã de Futebol (DFL).

Dos 1.724 testes já realizados nos 36 clubes envolvidos (18 por divisão), 10 deram resultado positivo, embora a DFL não tenha revelado os clubes envolvidos e o nome das pessoas, que tanto podem ser um jogador ou um membro da equipa técnica, que estão infetadas com novo coronavírus.

Isto acontece numa altura em que a Alemanha prepara o regresso do futebol profissional, com a Bundesliga a poder reiniciar já durante o atual mês de maio.

Na última quinta-feira, o Colónia, atual 10.º classificado da Bundesliga, anunciou a existência de três casos positivos no plantel (dois jogadores e um fisioterapeuta), que foram colocados de quarentena. Esta segunda-feira, o clube acrescentou que, na segunda bateria de testes, deram todos negativos.

O protocolo proposto pela DFL para a retoma dos campeonatos prevê a exclusão de casos positivos, mas sugere que o restante plantel possa continuar a treinar se os testes forem negativos.

No domingo, o ministro alemão do Interior, Horst Seehofer, responsável pela pasta do Desporto, mostrou-se a favor do regresso da Bundesliga e da proposta apresentada pela DFL.

Na quarta-feira, a chanceler, Angela Merkel, irá apresentar a tomada de decisão oficial do executivo germânicos, depois de uma reunião com os líderes das várias regiões, em videoconferência.

De acordo com os últimos dados, a Alemanha registou, para já, um total de 165.745 infetados com o novo coronavírus e 6.866 mortos devido à doença.

Com a declaração de pandemia, em 11 de março, inicialmente alguns eventos desportivos foram disputados sem público, mas, depois, começaram a ser cancelados, adiados — nomeadamente os Jogos Olímpicos Tóquio2020, o Euro2020 e a Copa América — ou suspensos, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais de todas as modalidades.

Os campeonatos de futebol de França e Holanda foram, entretanto, cancelados, enquanto países como Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal preparam o regresso à competição.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 247 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.