O Governo dos Açores decidiu esta segunda-feira, em virtude da pandemia de Covid-19, prorrogar por mais 30 dias o prazo de duração dos contratos de bolsas de investigação financiados diretamente pelo Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia.

A medida, anunciada numa nota enviada às redações, é justificada pela “situação provocada pela pandemia de Covid-19 e as restrições dela decorrente, que impedem os bolseiros de desenvolverem as suas atividades de investigação”. Em março, os contratos de bolsas de investigação já tinham sido prorrogados por um mês.

Esta medida “abrange 42 bolseiros de doutoramento, de pós-doutoramento e de pós-doutoramento em contexto empresarial”, segundo indica o executivo açoriano.

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia decidiu ainda, devido à pandemia de Covid-19, prolongar por mais um mês o prazo de candidaturas ao DOC-PROF, que consiste na atribuição de uma dezena de bolsas de financiamento para recém-doutorados integrarem o mercado de trabalho regional, num investimento de cerca de 300 mil euros. As candidaturas estão disponíveis na plataforma “idia Azores”, em https://idia.azores.gov.pt/.

Com uma duração de 18 meses, estas bolsas de financiamento destinam-se a recém-doutorados que tenham obtido o grau de doutor há menos de quatro anos a contar da data de defesa da tese e visam estimular a sua inclusão em instituições públicas e privadas de investigação do Sistema Científico e Tecnológico dos Açores.

Até ao momento, já foram detetados nos Açores um total de 143 casos, com 53 recuperados, 14 óbitos e 76 casos positivos ativos, sendo 58 em São Miguel, dois na ilha Terceira, quatro na Graciosa, dois em São Jorge, cinco no Pico e cinco no Faial.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 245 mil mortos e infetou mais de 3,4 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.043 pessoas das 25.282 confirmadas como infetadas e há 1.689 casos recuperados, de acordo com o balanço de domingo da Direção-Geral da Saúde.