O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP anunciou no domingo que impediu, em 24 horas, 1.900 viaturas de prosseguirem o trajeto, de um total de 20 mil abordadas na vigência das restrições às deslocações por causa da Covid-19.

Os dados, divulgados em comunicado, reportam-se à “Operação Transição Segura” e foram recolhidos entre as 17h de sábado e as 17h de domingo.

Às 24h de domingo terminou o período de três dias de restrições à circulação, em que as pessoas não podem sair do seu concelho de residência, a não ser em situações excecionais devidamente comprovadas, como ir trabalhar ou prestar assistência.

Desde as 0h desta segunda-feira que Portugal se encontra em situação de calamidade, depois de ter cumprido três períodos consecutivos de estado de emergência, por causa da pandemia da Covid-19.

A “Operação Transição Segura” envolveu 848 polícias do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, que, entre as 17h de sábado e as 17h de domingo, abordaram 13.500 pessoas, das quais detiveram uma por desobediência ao estado de emergência, e duas por falta de carta de condução.

Em Portugal, morreram 1.043 pessoas das 25.282 confirmadas como infetadas, havendo 1.689 casos recuperados, de acordo com os dados no domingo divulgados pela Direção-Geral da Saúde.

A Covid-19, doença respiratória aguda, é transmitida por um novo coronavírus (tipo de vírus) detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.