Os casos de pessoas recuperadas de infeção pelo novo coronavírus em Moçambique passaram de 21 para 24, enquanto os 147 suspeitos testados nas últimas 24 horas revelaram-se negativos, anunciaram esta quinta-feira as autoridades.

“Os novos casos recuperados apresentaram-se sem sintomatologia e foram seguidos em isolamento domiciliar “, declarou a diretora nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene, na atualização de dados sobre a pandemia no Ministério da Saúde, em Maputo.

Desde que foi declarada a pandemia de Covid-19, em 11 de março, as autoridades em Moçambique realizaram 3.188 testes, dos quais 81 resultaram positivos, com 72 de transmissão local e nove importados, e sem vítimas mortais.

As autoridades rastrearam mais de 500 mil pessoas, há um total acumulado de mais de 12 mil pessoas em quarentena e 1.287 em acompanhamento.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Moçambique vive em estado de emergência desde 1 de abril e até final de maio, com espaços de diversão e lazer encerrados, proibição de todo o tipo de eventos e de aglomerações, recomendando-se a toda a população que fique em casa, se não tiver motivos de trabalho ou outros essenciais para tratar.

Durante o mesmo período, há limitação de lotação nos transportes coletivos com obrigatoriedade do uso de máscaras faciais, as escolas estão encerradas e a emissão de vistos para entrar no país está suspensa.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 263 mil mortos e infetou cerca de 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.