A Casa de Saúde S. José, em Barcelos, regista 47 casos de infeção com o novo coronavírus, dos quais 42 são utentes e cinco colaboradores, revelou esta sexta-feira a instituição.

Em comunicado, o Instituto S. João de Deus, a quem pertence a Casa de Saúde S. José, refere que os utentes infetados encontram-se isolados e estão todos sem sintomatologia.

“Estamos a agir em conformidade com as indicações das entidades competentes/autoridade de saúde”, acrescenta.

A Casa de Saúde de S. José assiste 216 utentes com doença e deficiência mental e emprega 104 colaboradores.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Tendo sido detetados casos positivos de Covid-19 entre os seus colaboradores, a instituição procedeu “de imediato” à testagem de toda a sua população, desde colaboradores a utentes e ainda prestadores de serviços.

O Instituto S. João de Deus sublinha que todos os seus estabelecimentos têm implementados planos de contingência, atualizados regular e dinamicamente, de acordo com as orientações da Direção-Geral da Saúde.

Esses planos de contingência, acrescenta, incluem zonas de isolamento “claramente definidas” e os profissionais de saúde “estão formados e informados sobre as precauções a tomar e os procedimentos a implementar”.

Diz ainda que as famílias dos utentes que testaram positivo foram já todas contactadas e estão a par das medidas implementadas.

O Instituto S. João de Deus é uma instituição particular de solidariedade social (IPSS) da área da saúde de âmbito nacional, que presta cuidados em regime de internamento a cerca de 2.000 pessoas nos âmbitos da psiquiatria e saúde mental, cuidados continuados e cuidados paliativos.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou cerca de 269 mil mortos e infetou mais de 3,8 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de 1,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.114 pessoas das 27.268 confirmadas como infetadas, e há 2.422 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.