António Simões vai abandonar a direção executiva do HSBC para assumir a liderança das operações do Santander na Europa, anunciou o banco em comunicado de imprensa. O português vai substituir o irlandês Gerry Byrne, que tinha sido nomeado para o cargo há um ano e que vai reformar-se em 2021, após 13 anos na direção executiva do Santander.

O documento esclarece que António Simões será responsável pela gestão dos negócios na Europa e pela coordenação dos líderes locais do Santander Europa em Portugal, Espanha, Polónia e Reino Unido. Além disso, fará parte do comité de gestão do grupo Santander.

Numa reação às novas funções, que assumirá a partir de 01 de setembro,  António Simões diz-se “entusiasmado”: “Esta é uma altura crítica para a indústria dos serviços financeiros em que há imensos fatores sociais e comerciais que representam simultaneamente desafios consideráveis mas também oportunidades significativas, incluindo a agenda de tecnologia e inovação”.

Sobre os planos que tem na gestão que fará do Santander na Europa, o banqueiro diz pretender “continuar a construir a plataforma ‘one Europe’ nesta paisagem em evolução, liderando a transformação do negócio e trabalhando com algumas das pessoas mais talentosas na banca”. Também Ana Botín, presidente executiva do grupo, diz-se “encantada” por receber António Simões.