O Tribunal de Coimbra começa a julgar na quinta-feira um jovem acusado de abusar de uma criança de nove anos num lar de acolhimento de Vila Nova de Poiares, quando estava institucionalizado naquele espaço, em 2019.

O jovem de 18 anos, que está preso preventivamente, encontrava-se institucionalizado à data dos factos numa casa de acolhimento de jovens e crianças naquele concelho do distrito de Coimbra, onde terá abusado de uma criança de 9 anos, em julho e agosto de 2019, refere a acusação do Ministério Público (MP) a que a agência Lusa teve acesso.

De acordo com o MP, o jovem valia-se do facto de ser “mais velho e mais forte fisicamente”, tendo agredido e ameaçado a vítima.

Para além da criança de 9 anos, o Ministério Público refere que o arguido terá também tentado abusar de outros dois jovens de 11 e 14 anos, e chegou a cometer os abusos à frente de outras crianças, ameaçando-as, caso decidissem contar o que presenciavam.

Para além da vítima dos abusos sexuais, o MP contabiliza ainda outras quatro vítimas, que ora tiveram que presenciar os abusos, ora foram ameaçadas ou coagidas.

O jovem é acusado de seis crimes agravados de violação, quatro crimes agravados de coação e nove crimes agravados de abuso sexual de crianças.

O julgamento começa na quinta-feira, às 9h30, à porta fechada.