A campanha “Unidos por Portugal”, da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e do canal de televisão SIC, angariou perto de 600 mil euros, que serviram para a compra de material para combater a pandemia da Covid-19.

Em comunicado, a FPF revelou esta quarta-feira que a iniciativa recolheu 594.567 euros, montante que resultou de donativos privados, mas também da contribuição de marcas e empresas que se associaram à campanha.

“Às 803 entidades apoiadas (761 instituições de solidariedade social e 42 corporações de bombeiros de todo o país) foram entregues, entre os dias 17 e 27 de abril, cerca de 200 mil máscaras e pares de luvas, quase 4.000 litros de gel desinfetante e mais de 6.000 viseiras”, precisou o organismo federativo.

A FPF acrescentou que estão também em produção “5.000 kits reutilizáveis com todo o equipamento de proteção necessário para os profissionais” do Serviço Nacional de Saúde.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 292 mil mortos e infetou mais de 4,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.175 pessoas das 28.132 confirmadas como infetadas, e há 3.182 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

O país entrou no dia 3 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à Covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.