Kara Wilson, consultora estratégica do fundo KKR para a área tecnológica, é a mais recente adição ao conselho de administração da OutSystems, um dos três unicórnios — empresa avaliada em mais de mil milhões de dólares — com ADN português. Wilson vai ser também a primeira mulher a integrar o conselho de administração da OutSystems, numa altura em que a empresa quer entrar na “onda de inovação” que vai nascer devido à pandemia.

Paulo Rosado, presidente executivo e fundador da OutSystems, justifica sobre este reforço nesta fase em comunicado: “Haverá mais apps a serem desenvolvidas nos próximos dois anos do que em toda a história da indústria de software. Nesta enorme onda de inovação, vamos assistir a uma separação entre as empresas que são ágeis ao ponto de se adaptarem e as que não são capazes de o fazer”. Além disso, o responsável desta empresa diz que “a experiência da Kara com empresas de rápido crescimento é um ativo muito importante para a OutSystems, nesta fase de desenvolvimento tão importante que vivemos”.

A consultora tem de mais de “25 anos experiência na criação de estratégias de mercado” para empresas e startups, afirma a OutSystems. Além de integrar o conselho de administração desta empresa, Wilson já “liderou equipas de marketing em algumas das empresas tecnológicas mais influentes do mercado, como a Okta, Cisco, SAP, FireEye e a Rubrik”. Sediada na baía de São Francisco, nos EUA, Kara Wilson integra também os conselhos de administração da Paychex, Epicor, Jitterbit, KnowBe4 e da Corel.

A OutSystems foi fundada em Portugal em 2001 por Paulo Rosado e conta na sua carteira de clientes com grandes empresas como Logitech, Deloitte ou Ricoh. A sede é em Atlanta, na Georgia, nos Estados Unidos da América. Em 2018, a OutSystems tornou-se no segundo unicórnio com ADN português. Durante a pandemia, a empresa tem promovido um projeto para escolher 20 apps para ajudar na luta contra a Covid-19 e a tecnologia das plataformas low-code da OutSystems está por detrás de aplicações governamentais que estão a ser implementadas, como na Suíça.

Portugueses fazem app para monitorizar sintomas da Covid-19 na Suíça