O Bangladesh construiu um grande hospital de campanha em três semanas para acomodar pacientes infetados com a Covid-19, no momento em que cresce o número de casos no país asiático.

Sob confinamento obrigatório, o Bangladesh registou desde o início da pandemia 269 mortos e quase 18 mil casos. Contudo, os especialistas acreditam que esses números são apenas parciais, devido a uma baixa taxa de deteção.

Atualmente, apenas alguns hospitais públicos do Bangladesh estão a tratar pacientes da Covid-19.

As autoridades esperam que o novo hospital de campanha na capital, Daca, com uma capacidade inicial de 2.084 camas, ajude a reduzir a pressão sobre o sistema de saúde.

Se a epidemia piorar significativamente, o hospital de campanha pode mais do que duplicar a sua capacidade, se necessário, até cinco mil camas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A nível global, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 296 mil mortos e infetou mais de 4,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.