A operadora de jogo com casinos Melco Resorts, com casinos em Macau, anunciou esta quinta-feira prejuízos líquidos de 364 milhões de dólares (335 milhões de euros) no primeiro trimestre do ano devido à crise económica derivada da Covid-19.

Nos primeiros três meses do ano de 2019, o grupo tinha registado um lucro líquido de 120,1 milhões de dólares (110 milhões de euros).

No comunicado divulgado esta quinta-feira, o grupo com quatro casinos em Macau indicou ainda que o prejuízo operacional no primeiro trimestre de 2020 foi de 149,9 milhões de dólares (138,3 milhões de euros) e que a receita operacional no primeiro trimestre foi de 810 milhões de dólares (747 milhões de euros), menos 41% do que o registado de janeiro a março de 2019.

Para preservar a liquidez à luz da pandemia da Covid-19 e continuar a investir nos nossos negócios, o conselho [de administração] decidiu suspender o programa de dividendos trimestrais do grupo”, disse o presidente executivo da Melco Resorts, Lawrence Ho, filho do magnata do jogo de Macau Stanley Ho.

Capital mundial do jogo, Macau é o único local na China onde o jogo em casino é legal. Operam no território seis concessionárias: Sociedade de Jogos de Macau, fundada pelo magnata Stanley Ho, Galaxy, Venetian (Sands China), Melco Resorts, Wynn e MGM.

As receitas do jogo em Macau caíram em abril 96,8%, em relação a igual período de 2019, numa altura em que a capital mundial dos casinos tem as fronteiras praticamente encerradas para conter o surto da Covid-19.

Se em abril de 2019 as operadoras que exploram o jogo no antigo território administrado por Portugal tinham arrecadado 23,58 mil milhões de patacas (2,70 mil milhões de euros), agora a receita bruta mensal ficou-se pelos 754 milhões de patacas (cerca de 86 milhões de euros).

Com os vistos turísticos da China para Macau suspensos, o número de visitantes provenientes do interior da China caiu em março tendo baixado 96,3%, em termos anuais, segundo os últimos dados oficiais.

No primeiro trimestre de 2020 chegaram ao território 3.219.170 visitantes, menos 68,9%, relativamente ao trimestre homólogo do ano anterior.

As autoridades de Macau indicaram que esta quinta-feira se cumprem 36 dias sem novos casos confirmados da Covid-19 e do total de 45 infetados desde que o surto começou apenas dois continuam em tratamento.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 297 mil mortos e infetou mais de 4,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios.